domingo, 24 de novembro de 2013

Dona Antônia

“...como os animais irracionais que só sentem aquilo que diretamente atinge a sua pele”.

Poucos são os que compreendem (e menos ainda os que praticam) as alegorias e parábolas que Cristo usava para transmitir a sua doutrina moral”. (O Evangelho segundo o espiritismo, Allan Kardec)

Dona Antônia era dessas mulheres simplórias que via nas adversidades as penalidades de cada um. A lógica era simples: se até o filho de Deus tivera seu calvário, como poderiam meros pecadores passar pela vida sem sua via-crúcis?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...